Aventurando na Escrita Científica (1) - O início

Hoje resolvi pegar uns artigos para ler e começar meu projeto de pesquisa para monografia. Tá, é fim de ano, mas eu tenho que apresentar esse projeto em fevereiro; aliás, era pra ele estar pronto antes de eu entrar de férias, em novembro...

E aí que começa a história, que quero dividir aqui no blog. Foram vários temas que eu pensei em pesquisar e, mesmo nos que eu desisti, aprendi alguma coisa e queria postar sobre eles, até chegar, enfim, no meu projeto (tomara que eu não mude mais de tema) e postar sobre o que eu descobri sobre o assunto escolhido e até chegar na apresentação da banca de monografia, no final de 2011.

Eu já vinha pensando no tema para esse projeto desde 2009, queria falar sobre formigas, tinha que delimitar, mas seria sobre formigas. Mas resolvi fazer, só para treino, um projeto sobre evolução humana, ressaltando quais estruturas o ser humano desenvolveu que o destacou do restante dos animais.

Durante a pesquisa, descobri que a primeira coisa que proporcionou ao hominino primitivo subir um degrau na escalada evolutiva até chegar ao Homo sapiens atual foi o desenvolvimento da postura bípede. Essa postura possibilitou que o homem primitivo se tornasse um andarilho, empreendendo buscas por alimento quando tinha fome, ou migrando em casos de falta de recursos na região. Além disso, o bipedalismo liberou as mão para o uso de ferramentas e outros utensílios.


Por fim, o que mais se destaca no ser humano que o tornou o que é hoje foi o desenvolvimento do seu cérebro. Para alcançar o patamar de animal mais inteligente do planeta (embora que ache que muitos outros  também se enquadram nesse patamar), seu cérebro cresceu demais, chegando aos atuais 1300 cm³. Para isso, o crânio aumentou seu tamanho e a coluna se fortificou para sustentar o novo encéfalo. Além do tamanho, o órgão se desenvolveu, assumindo funções antes inexistentes, como discernimento e memória. 

Com essas estruturas, o ser humano estava mais apto a sair por aí e povoar o planeta. É bom ele usar toda essa inteligência para tentar consertar o que já fez de errado.

Essa foi a primeira vez que escrevi um trabalho de cunho científico, com todas as regrinhas. Depois eu posto mais falando das minhas outras idéias e por fim meu projeto atual.
Aventurando na Escrita Científica (1) - O início Aventurando na Escrita Científica (1) - O início Reviewed by Túlio Lima Botelho on 00:15 Rating: 5

Nenhum comentário: