Espécie do mês - Urutau


E ae pessoal tudo bom? Vou começar uma coluna nova aqui no blog, a Espécie do mês, onde irei postar sobre um ser vivo da biodiversidade brasileira. E para começar, uma ave que é cercada de muitos mistérios e lendas, mestre na camuflagem, o urutau (Nyctibius spp).

O urutau é uma ave encontrada desde a Costa Rica até a Argentina, tipicamente noturna e que se alimenta basicamente de insetos, podendo caçar animais de pequeno porte, como morcegos, lagartos e pequenos pássaros. Na verdade existem 5 espécies de urutau já catalogadas: Mãe-da-lua-gigante (Nyctibius grandis), Mãe-da-lua-parda (N. athereus), Urutau-comum (N. griseus), Urutau-de-asa-branca (N. leucopterus) e o Urutau-ferrugem (N. bracteatus). Basicamente suas diferenças se resumem no tamanho e coloração das penas, mas todas compartilham de uma mesma característica espetacular: a maestria em se camuflar em troncos secos.

Olhando para a imagem aqui do lado, podemos ver o quanto um urutau pode se parecer com um tronco de árvore. Suas penas marrons se confundem com a cor do tronco seco e, aliado a isso, essa ave permanece imóvel a maior parte do tempo, tornando seu disfarce ainda mais eficiente.

Tudo isso é, principalmente, para enganar seus predadores. Ao menor sinal de perigo, o urutau ergue a cabeça e fica paradinho, fazendo-se passar por um galho de árvore. Além disso, ele toma muito cuidado para que suas fezes não caiam no galho onde está empoleirado, o que poderia entregar sua posição por causa do cheiro.

Quando chega a noite, o urutau deixa sua pose soberba e dedica-se às caçadas. Seus olhos enormes conseguem captar qualquer luzinha que seja, facilitando sua busca de alimento em total escuridão. Além disso, foi descoberto que o urutau tem a habilidade de enxergar com os olhos fechados.

Durante o dia, eles fecham as pálpebras para esconder os olhos grandes, mas deixam uma "fresta" por onde consegue vigiar as redondezas. Assim, ele consegue se defender de qualquer estranho que se aproxime dele.

Além dos olhos grandes, o bico e a boca do urutau merecem um comentário à parte: essa espécie possui o menor bico, mas a maior boca (seria a mesma coisa que ter uma boca de sapo com um bico de andorinha).

E todo esse disfarce do urutau fez com que muitas lendas surgissem para tentar explicar essa ave. A começar pela origem do seu nome. De origem guarani, urutau sem da junção de guya (ave) + tau (fantasma). Denominação nem um pouco surpreendente, já que sua camuflagem é tão eficiente que muitas vezes não se percebe que ele está ali, como se fosse uma fantasma mesmo.

E as lendas não param por aí: dizem que ele é um espírito protetor da floresta, outros que ele traz má sorte e anúncio da morte, outros ainda que ele foi uma jovem que perdeu seu amor e agora vive se lamentando.

Esses lamentos seriam o canto do próprio urutau, algo semelhante a "huu...huuu...". O que deixa espaço para mais lendas sobre essa ave mestre dos disfarces cantando em noite de lua cheia.





___________________________
FONTES: WIKIPÉDIA.
              Revista Terra da Gente. Ano 2. Número 21. Janeiro 2006. p. 38-43
              Vídeo - Youtube
              Imagens da Internet
Espécie do mês - Urutau Espécie do mês - Urutau Reviewed by Túlio Lima Botelho on 19:49 Rating: 5

Um comentário:

  1. Nossa que incrível essa ave! Eu não sabia de muitas coisas à seu respeito e fiquei encantada com o seu canto, é muito diferente!
    Amei o post.
    Beijos.
    http://booksedesenhos.blogspot.com

    ResponderExcluir