Espécie do mês - Marolo

Mês passado falamos sobre o buriti, típica planta do Cerrado. Esse mês ainda continuaremos por aqui, falando de outra espécie de árvore do Cerrado, que está cheia de frutas agora, entre os meses de fevereiro e abril. Muita gente gosta, enquanto outras não suportam o cheiro e a "areia" dos seus gomos. Alguém aí sabe?? Em março, a espécie do mês será o marolo...

O marolo (Annona crassiflora), também conhecido como araticum-do-campo, araticum-do-cerrado, pinha-do-cerrado, entre outros nomes, é uma árvore da família Annonaceae. É prima da fruta-do-conde. Nativa do Cerrado, sua distribuição é bastante ampla, em Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Distrito Federal, Mato Grosso, Maranhão, Goiás, Tocantins, Pará, Bahia e Piauí, sendo encontrado principalmente em terrenos elevados e de solos arenosos.

O maroleiro pode chegar a 8 metros de altura. Seu tronco deixa evidente que ele é uma árvore do Cerrado: caule retorcido, com a casca grossa que resiste à ação do fogo, muito presente nesse bioma. Ele floresce a partir de novembro, principalmente à noite. Essa árvore eleva a temperatura de suas flores em até 10°C em relação à temperatura do ar, atraindo, principalmente, besouros.

Os frutos do maroleiro podem chegar até 2kg são infrutescências, utilizados nas mais diversas receitas: seu consumo pode ser in natura ou em doces, geleias e sorvetes. Nessa época do ano, encontra-se muitas dessas frutas em feiras livres, anunciando sua presença com o forte cheiro que o marolo exala. O marolo é rico em nutrientes, com vitamina C e as do complexo B, além de ferro, cálcio e fósforo.


Além do uso culinário, o marolo ainda pode ser utilizado de forma medicinal, no combate a diarreias; em Goiás, costuma-se trituras as sementes, misturá-las em óleo e massagear o couro cabeludo para eliminar parasitas. Pelo seu porte pequeno, o maroleiro também é indicado para arborização de ruas estreitas.

Em muitas fazendas você pode encontrar algumas dessas árvores espalhadas, resquícios do Cerrado de outrora. Mas não são muitas as plantações a nível comercial; nos últimos anos que alguns produtores rurais começaram a plantar o marolo em larga escala. Talvez por esse motivo deve-se olhar com mais atenção para a destruição do Cerrado: como a maioria dos indivíduos estão de forma natural (não plantadas pelo homem), a destruição do Cerrado coloca em risco sua existência. Uma planta utilizada por muitas populações locais para obter alimento e um dinheirinho nas feiras onde ele é vendido. Além disso, é um vegetal típico do Brasil que consumimos e que pode ser extinto. Não vale a pena sumir com um dos símbolos do Cerrado.
Espécie do mês - Marolo Espécie do mês - Marolo Reviewed by Túlio Lima Botelho on 11:51 Rating: 5

Nenhum comentário: