Cúpula dos Povos: a voz do povo na Rio+20

Junho está chegando e com ele a expectativa do que vai acontecer na Rio+20. Muita coisa vem sendo dita e programada, além da esperança de que algo seja feito em prol do meio ambiente. Paralelo a esse grande evento ocorrerá a Cúpula dos Povos, outro evento onde a população poderá mostrar seus anseios e indignações sobre assuntos que estão no dia-a-dia das pessoas e que muitos não dão a mínima.

Acontecendo paralela e independente da conferência da ONU, durante os dias 15 a 23 de junho, o Aterro do Flamengo (RJ) receberá pessoas de mundo todo para discutir como os governos têm guiado seus países e o que eles realmente devem fazer.

A Cúpula terá três eixos básicos, que guiarão todas as discussões durante o evento:


  • Denúncias das causas estruturais das crises, das falsas soluções e das novas formas de reprodução do capital;
  • Soluções e novos paradigmas dos povos e 
  • Estímulos de organizações e movimentos sociais a articular processos de luta anticapitalista pós-Rio+20.

A Cúpula visa mostrar à sociedade as razões dos problemas ambientais e sociais presentes no mundo que, segundo Ivo Lesbaupin (da Associação de Brasileira de Organizações Não-Governamentais - Abong), não serão lembrados na Rio+20. Além disso será discutidos o atual sistema econômico, principalmente no que diz respeito à economia verde. Segundo a Cúpula, a economia verde é "insatisfatória para lidar com a crise do planeta, causada pelos modelos de produção e consumos capitalistas"

Mas não de apresentação de problemas vive a Cúpula dos Povos. Segundo Ivo, o principal eixo é o que diz respeito às soluções para esses problemas. Muitos já existem, como a agroecologia, e outros vão ser propostos. Mas nada de ficar só no papel. O objetivo desse eixo é justamente mostrar as soluções e colocá-las em ação.

Por fim, as organizações e movimentos serão motivados a agir sempre em busca de justiça socioambiental no pós-Rio+20. Durante os dias da Cúpula vários protestos e passeatas ocorrerão. Dentre elas ocorrerá um Toxic Tour pelo Rio de Janeiro, mostrando lugares e empreendimentos que afetam muito o meio ambiente.

Vale a pena participar da Cúpula. Será um momento do povo falar e ser ouvido sobre o que acha dos problemas socioambientais do mundo. E também uma chance de mostrar que o povo tem consciência, tem atitude e tem poder de mudar a realidade do planeta em que vive. Sem depender exclusivamente de governo algum...
Cúpula dos Povos: a voz do povo na Rio+20 Cúpula dos Povos: a voz do povo na Rio+20 Reviewed by Túlio Lima Botelho on 15:30 Rating: 5

Nenhum comentário: