Conferências de Meio Ambiente #3 - Rio+10

A Rio-92 trouxe muitas diretrizes e promessas sobre meio ambiente e desenvolvimento sustentável. A Agenda 21 se mostrava uma excelente arma para contribuir para um futuro melhor de se viver. Mas ainda era preciso decidir muita coisa, acertar certos pontos e conseguir mais países que colaborasse com essas metas.  

Para avaliar o que já havia sido feito desde a Rio-92 e traçar metas para os próximos anos, foi organizada em Johannesburgo (África do Sul) a Conferência das Nações Unidas sobre Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, também conhecida como Rio+10.

Durante os dias de 26 de agosto e 4 de setembro de 2002, a capital sul-africana recebeu representantes de 189 países e outras 15 mil pessoas representantes de ONGs para discutir a preservação do planeta, aplicações da Agenda 21 e melhoria da qualidade da vida humana.

Em alguns momentos, o meio ambiente foi deixado um pouco de lado para dar mais ênfase à discussões sobre a erradicação da pobreza. A escolha deste e outros temas sociais, aliado ao local da conferência ser num continente muito pobre, foi muito criticado por ambientalistas. Segundo eles, o meio ambiente fora deixado um pouco de lado.

Possivelmente isso pode ter ajudado no resultado final da conferência, frustrando a expectativa de todos que esperavam ansiosamente decisões que mudassem drasticamente o mundo. No final das contas, nada foi acertado em relação a desenvolvimento sustentável, ajuda a países pobres ou coisas do gênero. Pra variar, muitos países ricos (liderados adivinha por quem???) alegaram que tais decisões podiam prejudicar sua economia e no final das contas, infelizmente, não conseguiram chegar a consenso nenhum.

Mas em meio a tantos fracassos, ainda houve uma luzinha no fim do túnel. Os países se entenderam sobre o abastecimento de água para as populações. As nações se comprometeram em reduzir até pela metade a quantidade de seres humanos que vivem sem água. Se comprometeram a fazer isso até 2015.

Pelo menos uma coisa ainda foi decidida. Mesmo assim, assuntos importantes como preservação, desenvolvimento sustentável, erradicação da pobreza e emissões de poluentes ainda ficaram sem um consenso. 

Depois de tantas idas e vindas, cada conferência sempre teve seus pontos positivos e negativos. Se falou demais, prometeu muito, porém, infelizmente, muita coisa ainda falta ser feita. A Rio+20 (cujos eventos já começam amanhã!) promete muito. Há quem diga que ela será maior que a Rio-92. Tomara que quem disse isso esteja certo e que a Rio+20 não seja grande só no tamanho e, sim, grande nas ações que virão após ela. E que essas ações, finalmente, conduzam o mundo de forma mais responsável, respeitando todos os seres vivos que vivem nele. TODOS!
Conferências de Meio Ambiente #3 - Rio+10 Conferências de Meio Ambiente #3 - Rio+10 Reviewed by Túlio Lima Botelho on 21:28 Rating: 5

Nenhum comentário: