Energias Sustentáveis #6 - Energia Geotérmica

Todo mundo já viu, nem que seja pela TV, a força de um vulcão ou um gêiser. A intensidade com que o magma, as rochas e os vapores saem do interior da Terra é impressionante. Além da temperatura que é altíssima. Os estudos geológicos do interior do planeta mostram que, quanto mais próximo do núcleo, maiores são as temperaturas. Só para se ter uma ideia, a cada 32 m a temperatura sobe 1°C. O núcleo terrestre possui aproximadamente 6.000°C!

Agora, que tal utilizar esse potencial calorífico para a geração de energia? É isso que a energia geotérmica busca: aproveitar o calor e os vapores de água provenientes do interior do planeta Terra na geração de energia elétrica e aquecimento. A primeira tentativa de obtenção de energia geotérmica foi em 1904, na Itália. Na ocasião, foram gerados 250 kW, o suficiente para acender 5 lâmpadas. 

A obtenção de energia de fontes geotermais se baseia na movimentação de turbinas pelos vapores de água do interior da Terra. Essa água é aquecida com o calor do magma e logo evapora-se, formando vapores que muitas vezes escapam para a superfície nos gêiseres. Para aproveitar isso, são feitas aberturas no solo até encontrar essa água. Depois são colocados tubos nessas aberturas, de forma que os vapores chegam a turbinas que começam a se movimentar. Com esse movimento e a ajuda de um gerador, a energia cinética é convertida em energia elétrica.

Basicamente é o mesmo mecanismo de obtenção de eletricidade que o biogás. O que muda é a matéria-prima que, no caso da energia geotérmica, não é renovável. Acredita-se que os lagos subterrâneos levam algumas décadas para se esgotar e alguns séculos para se recompor. Dessa forma, essa modalidade energética não deve ser a única no país e tem que ser utilizada racionalmente.

Esquema de uma central geotérmica. Os vapores de água são levados por tubos
até a central geotérmica, onde movimentem turbinas e produzem energia elétrica. Fonte: Brasil Escola.

Outro fator que pode limitar a energia geotérmica é a predisposição de alguns países a terem potencial de utilização. Países como a Islândia, México, Japão, Itália, Portugal e Alemanha possuem muito mais fontes termais que outras nações, fazendo-as grandes utilizadoras dessa matriz energética.

No Brasil, existem pesquisas de aproveitamento geotérmico extraído do aquífero Guarani, que iria abastecer estados das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. No Nordeste seriam desenvolvidos os potenciais eólico e solar.

  • Mas, o que ela tem de sustentável?

A maior vantagem da energia geotérmica é a ausência de emissões de carbono, já que as turbinas são movimentadas por vapor de água do interior da Terra. O único inconveniente seria o risco do vazamento dessas águas para a superfície, já que elas podem apresentar metais radiativos do interior do planeta. Caso saiam das tubulações, podem contaminar o meio ambiente.
Energias Sustentáveis #6 - Energia Geotérmica Energias Sustentáveis #6 - Energia Geotérmica Reviewed by Túlio Lima Botelho on 11:30 Rating: 5

Nenhum comentário: