Espécie do mês - Ipê-amarelo

Todos dos anos, no final de Agosto e começo de Setembro, as cidades vão ganhando um colorido diferente; são pontos roxos aqui, rosas e amarelos ali. Para todos os lugares que olhamos percebemos a copa desta árvore que é considerada símbolo nacional: o ipê. O gênero Tabebuia possui várias espécies, cada uma de uma cor diferente. De todas elas, o ipê-amarelo (Tabebuia longiflora) é o mais comum ocorrendo principalmente em Minas Gerais, Rio de Janeiro, Goiás, São Paulo e Mato Grosso.


Muitas ruas de nossas cidades apresentam indivíduos dessa espécie que, na época da floração, formam intensos corredores e tapetes amarelos. Uma característica muito peculiar do ipê-amarelo - aliás, de todos os ipês - é a ausência de folhas durante a época reprodutiva (quando a planta está em flor). O ipê perde todas as suas folhas durante a permanência das flores na árvore, de forma que o que é visto são grandes copas coloridas.


Ainda em relação à floração do ipê, dizem que quanto mais rigoroso o inverno que a antecede, maior será a quantidade de flores que a árvore irá gerar. E falando em inverno, existe o ditado de que diz que quando o ipê começa a florescer, não vão ocorrer mais geadas. Por sinal, o ipê é muito resistente a elas, podendo suportar muitas delas em um único ano!

Os frutos do ipê são vagens que se formam a partir de setembro. Possuem até 30 cm e são cobertas por pelos em toda sua extensão. Essas vagens abrigam muitas sementes, que a medida que amadurecem e as vagens se abrem, são dispersas pelo vento para alcançar um local apropriado para a germinação.


Além de ostentar uma beleza incomparável quando florido, o ipê é muito utilizado para diversos fins. Sua madeira é muito procurada. Considerada madeira-de-lei, é bastante resistente, flexível, aguenta a umidade e possui dureza excepcional. Por esse motivo é muito utilizada na construção de móveis, embarcações (quilhas), pontes, postes e muitos outros itens do dia-a-dia. Infelizmente, tantos usos fizeram com que a espécie entrasse na lista de plantas ameaçadas de extinção. O ipê também é conhecido por suas propriedades medicinais adstringentes, anti-inflamatórias, antidiarreicas, entre outros.

Por muito tempo ele foi considerado a árvore nacional, no entanto, em 1978, o pau-brasil ocupou esse posto. Mesmo assim, a flor do ipê ainda continua sendo a flor do símbolo nacional. Uma flor muito especial, que mostra uma das cores do país e que embeleza cidades e campos a cada inverno, tornando a paisagem seca do fim dessa estação em algo mais digno ainda de ser admirado.
Espécie do mês - Ipê-amarelo Espécie do mês - Ipê-amarelo Reviewed by Túlio Lima Botelho on 21:27 Rating: 5

Nenhum comentário: