Espécie do Mês - Tico-tico

Pense num pequeno pássaro brasileiro com um canto bem característico e gostoso de se ouvir? E ele ainda possui um topete bem charmoso! Muitos se encaixam nessa descrição, mas somente um inspirou um dos choros mais famosos da música brasileira: o tico-tico (Zonotrichia capensis).


O tico-tico é uma ave bem comum da América Latina, estendendo-se do sul do México à Terra do Fogo. Eles ocorrem em quase todos os habitats dessas regiões, exceto em grandes florestas como a Amazônia. É um pássaro muito comum também em várias cidades, sendo muitas vezes confundido com o pardal. Aliás, esses dois pássaros competem por área e alimentação, e o pardal, que é exótico, acaba muitas vezes expulsando o pássaro brasileiro.

Sua coloração é bastante característica, com corpo alaranjado e com manchas pretas. A cabeça, com faixas cinza e preta convivem com o topete característico dessa espécie. Machos e fêmeas são muito parecidos, talvez diferenciando apenas no tamanho (os machos são um pouco maiores). Mesmo assim, é considerada uma espécie sem dimorfismo sexual.

Ele se alimenta de sementes, brotos, frutas e insetos. Muitos podem aparecer em comedouros que as pessoas põem com quirela de milho para atrair pássaros. Os tico-tico são pássaros muito territoriais, defendendo bravamente sua área contra vizinhos da mesma espécie. 

Formam casais isolados e reproduzem-se na primavera-verão. Fazem seus ninhos no solo, ou próximos a ele, com capim seco e raízes. As fêmeas botam de 2 a 5 ovos que nascem em 15 dias aproximadamente. Em menos de um mês os filhotes já deixam o ninho para voar com os pais. Antes do completarem um ano, os jovens tico-ticos já estabelecem seu território.

No entanto, os ninhos são alvos fáceis de inúmeros perigos. Caçadores adoram capturar essas aves para a venda. E essa captura é fácil por causa da localização dos ninhos. Essa localização também os deixa vulneráveis a queimadas, que podem acabar com a prole. Outro problema é o vira-bosta, uma ave parasita que retira os ovos de tico-tico do ninho e coloca os seus para que o tico-tico os choque.

Felizmente, todos esses problemas ainda não colocaram essa espécie na lista de espécies ameaçadas. Por enquanto, ela ainda é classificada como "pouco preocupante".

O canto deste pássaro é outra característica bem marcante, sendo lembrado em várias regiões do Brasil, com os moradores referindo-se a ele com bastante carinho. Em Minas, acredita-se que de manhã o tico-tico diz "Bom Dia, seu Chico". Aliás, o próprio nome do pássaro veio do som de seu canto. De noite, o canto desta espécie é mais forte, diferente do canto diurno. Talvez seja uma espécie de aviso, de susto. Já conseguiram identificar dialetos reconhecíveis em algumas populações de tico-tico.

O convívio com essa espécie é algo muito peculiar que muitas pessoas possuem. E isso é traduzido em muitos lugares, como no chorinho Tico-tico no fubá, de Zequinha de Abreu e interpretado por diversos cantores da música brasileira.

Para encerrar, vejam um vídeo que fiz de um tico-tico em um parque da cidade de Lavras/MG:



Saiba mais: WikiAves - Tico-tico
Espécie do Mês - Tico-tico Espécie do Mês - Tico-tico Reviewed by Túlio Lima Botelho on 09:30 Rating: 5

Nenhum comentário: