Espécie do mês - Vitória-régia

Ela já foi uma índia que sonhava em ser chamada pela lua para ser juntar às estrelas. Tanto esperou que um dia acabou morrendo ao abraçar o reflexo de Jaci no rio. Compadecida, a deusa transformou essa jovem na mais bela das estrelas, bela e diferente de todas aquelas que brilham no céu. Ela foi transformada na vitória-régia (Victoria amazonica), a "estrela-das-águas" e uma das plantas símbolo dos rios amazônicos.


Nomeada em homenagem à rainha Vitória da Inglaterra, a vitória-régia é um planta que possui um rizoma subaquático, que fica enterrado no fundo do rio ou lago. Dele, saem os pecíolos que sustentam a planta até a superfície, onde flutuam as clássicas folhas circulares. Essas folhas podem alcançar 2,5 m de diâmetro e aguentam até 40 kg bem distribuídos em sua superfície. A face inferior dessas folhas apresenta compartimentos de ar que permitem a flutuação da folha. Essas folhas também possuem um sistema de escoamento da água, garantindo também sua flutuação, mesmo sob chuvas fortes.


As flores da vitória-régia duram apenas dois dias e nesse período elas embelezam os rios com suas cores e odores. No primeiro dia da floração, as flores são brancas e exalam um perfume muito chamativo, que atrai muitos insetos, principalmente besouros. Uma vez dentro das flores, os besouros ficam presos, pois elas se fecham à noite. Nesse período o inseto contribui para a polinização do vegetal, já que fica ali dentro "passeando" por entre os estames. Ao amanhecer do 2° dia de florada, as flores ficam róseas e se abrem liberando o besouro. Após a fecundação, a flor vai para dentro da água, onde os frutos do tipo baga começam a se formar e amadurecem em 6 semanas.


Essa planta é utilizada na alimentação da populações de onde ela ocorre, onde são consumidos desde as sementes até o rizoma, que é rico em amido e sais minerais. 

A vitória-régia é uma planta de clima tropical, não se adaptando a temperaturas baixas (só se for cultivada em estufas). Muito usada em paisagismo, é de fácil manutenção e por isso está sendo muito utilizada em espelhos d'água urbanos.

Para uma índia que estava louca por ficar perto da lua, a vitória-régia se tornou algo muito mais especial. Uma planta inconfundível, que marca a região onde vive e faz todos lembrarem se sua história e local...
Espécie do mês - Vitória-régia Espécie do mês - Vitória-régia Reviewed by Túlio Lima Botelho on 19:09 Rating: 5

Nenhum comentário: