Espécie do Mês - Harpia

Ela é chamada de a rainha da floresta. Com seu porte imponente, ela é uma caçadora nata, predando animais de até 6kg! No entanto, seu reinado está ameaçado pelas alterações dos lugares onde ela é soberana.


Diversos aspectos da vida da harpia (Harpia harpyja) conferem a ela essa majestade. Seu tamanho já é algo que chama a atenção. A maior águia brasileira pode pode chegar a 105 cm nas fêmeas. Os machos pesam de 4 a 5 kg, enquanto as fêmeas (nitidamente maiores), podem pesar de 7,6 a 9 kg. Outra caraterística que marca essa ave é a envergadura de suas asas, que pode chegar a 2 m.

A harpia ocorre em grandes florestas preservadas, do Sul do México à Bolívia, no nordeste da Argentina e no Brasil. Em nosso país, é encontrada em quase todo o território, com exceção de alguns estados do Sul onde é considerada extinta e alguns do Nordeste. Atualmente, as maiores populações vivem na Amazônia.

Sua plumagem varia de acordo com a idade do animal. No primeiro ano, tem riscas na cauda e a cabeça é branca. Com 3 anos, as penas da cabeça são cinzas, o dorso é preto e tem riscas claras nas patas. Quando adultas, as harpias apresentam na cabeça um penacho com duas pontas negras, penas superiores acinzentadas e partes inferiores brancas com estrias negras.


As harpias são monogâmicas e se reproduzem de junho a novembro, variando de acordo com o local. O ninho é construído no alto das maiores árvores, com pilhas de galhos e ramos secos, sendo tão grande quanto o de um tuiuiú. São postos dois ovos, mas apenas um filhote sobrevive. Ele permanece com os pais por mais de um ano e o casal volta a se reproduzir entre 2 e 3 anos.

Essas aves se alimentam de vários animais da floresta, como araras, macacos, cachorros-do-mato, tatus, veados, preguiças entre outros. Caçam tanto animais arbóreos quanto terrestres e, para isso, se deslocam em direção à presa em voos rápidos. Exímia caçadora, as harpias ficam vigiando a presa até o momento certo de investir sobre ela.


O animal que recebeu esse nome por causa das harpias da mitologia grega, hoje sofre com a destruição de seu território. A destruição de seu habitat coloca em risco a existência da espécie. Ela perde lugares de nidificação e presas para a alimentação. A diminuição do território ainda faz com que as harpias tenham poucos parceiros para formar o casal, diminuindo a diversidade genética da espécie. Outra ameaça vem das propriedades rurais, já que fazendeiros abatem o animal por ameaçar suas criações. O tempo entre uma cria e outra também atrapalha, já que em 3 anos, muitos indivíduos podem morrer antes que a espécie se renove.

____________
FONTE: Aves de Rapina.
Espécie do Mês - Harpia Espécie do Mês - Harpia Reviewed by Túlio Lima Botelho on 16:00 Rating: 5

Nenhum comentário: