Espécie do Mês - Ariranha

As águas brasileiras são uma riqueza imensa. Além do recurso hídrico em si, elas guardam uma biodiversidade riquíssima, com muitas espécies de peixes, mamíferos, invertebrados, plantas, aves e muitos outros. E nada mais justo, no mês em que comemoramos o Dia Mundial da Água, conhecermos um desses exemplares. Portanto, hoje falaremos sobre a ariranha (Ptenoura brasiliensis).


A ariranha é um mamífero típico da América do Sul, ocorrendo em locais de água doce do Brasil, Equador, Peru e norte da Argentina. No Brasil, essa espécie habita corpos d'água do Pantanal e Amazônia. Vive em grupo de até 20 ariranhas, geralmente um casal dominante e seus filhotes dos últimos 2 ou 3 anos.

Esses animais apresentam  o corpo num tom pardacento, com manchas brancas na frente do pescoço e peito. Pode atingir até 1,80 m de comprimento, pesando até 26 kg (fêmea) e 34 kg (macho). Olhando para seu corpo, percebe-se que este animal é plenamente adaptado à vida aquática. Os seus dedos são ligados por uma membrana, que facilita a natação; sua cauda é larga, comprida e achatada, atuando como um propulsor.


As ariranhas reproduzem-se de nos meses de julho e agosto. As fêmeas costumam entrar no cio apenas uma vez ao ano. No entanto, caso ela perca sua cria, entra novamente em seu período fértil. Após uma gestação de 60 a 70 dias, nascem de 1 a 5 filhotes, que vivem com os pais até completarem 3 anos. Nessa idade, eles deixam seu grupo familiar e vão formar sua própria família. Os casais de ariranhas são monogâmicos e o macho também ajuda nos cuidados com os filhotes.

Esses mamíferos alimentam-se preferencialmente de peixes, mas sua dieta também pode incluir moluscos, pequenos mamíferos, aves aquáticas, serpentes e pequenos jacarés. Essa espécie consome, em média, 10% de seu peso corporal em alimento diariamente e sua taxa metabólica é tão alta que a digestão se completa em apenas 3 horas.

As ariranhas são excelentes caçadoras aquáticas, percorrendo os rios em busca de seu alimento. Nesse vídeo, ela está em busca de um peixe para o almoço.


A ariranha está em nível vulnerável de ameaça. O principal obstáculo à sua conservação talvez seja a caça em busca de sua pele. Outro fator que compromete muito a sobrevivência desse animal é a destruição das matas, que provocam o assoreamento dos rios e a poluição das águas onde a ariranha vive. Como é um animal essencialmente aquático, qualquer alteração que possa ocorrer nos rios e lagos onde vive pode ser decisivo para sua extinção naquele habitat. Por isso, mais uma vez, é importantíssimo agirmos para promover a preservação das águas. Pois além de precisarmos desse recurso para nossas atividades, outras milhares de espécies, como a ariranha, também necessitam muito da água.

_____________________________
REFERÊNCIAS:
Espécie do Mês - Ariranha Espécie do Mês - Ariranha Reviewed by Túlio Lima Botelho on 18:36 Rating: 5

Nenhum comentário: