Espécie do Mês - Teiú

Os répteis formam um grupo de animais que fascina muita gente. Os grandes lagartos são famoso por sua voracidade, que para os humanos pode ser uma visão muito simplificada do que pode ter sido o comportamento dos dinossauros (mesmo atualmente pesquisas mostrando que eles eram um grupo bem peculiar de réptil). Bem, o Brasil também possui exemplares desses animais de escamas. Além dos jacarés e serpentes, em nossa fauna está um lagarto típico, que todo mundo já deve ter ouvido falar: o teiú (Tupinambis merianae).

Teiú
photo credit: joaomak via photopin cc
Também conhecido como teju, teiú-açu, tejuguaçu e tantos outros nomes, esse réptil está presente em todo o território brasileiro. Na América do Sul, se estende da Amazônia até a Argentina. Vivem em campos e cerrados, bordas de mata de galerias ou até dentro de matas abertas. Embora sejam animais terrestres, são hábeis escaladores e nadadores.

É um réptil que mede em média 1,4 m, mas não é incomum encontrar indivíduos com até 2 m. Pesa em média 2,5 kg. Eles possuem a mandíbula forte, com dentes pontiagudos. A cauda longa e arredondada é um auxílio na hora de lutar com algum animal. Os machos são maiores que as fêmeas e eles ainda exibem papadas proeminentes.

Em seu ambiente natural, esses répteis podem ser ariscos e até mesmo bem agressivos quando encurralados. Se for atacado ele tende, primeiramente, a fugir. Caso não consiga, parte para o ataque tentando morder o atacante ou usando a cauda como um chicote. Caso o atacante ainda insista, o teiú possui uma estratégia incrível: ele se desfaz da própria cauda (capacidade conhecida por autotomia), correndo para um abrigo. A cauda ainda fica mexendo, distraindo o predador por tempo suficiente para que o teiú se esconda. Depois, ela volta a crescer.

Os teiús são considerados animais onívoros, se alimentando de moluscos, artrópodes, roedores, aves, anfíbios, frutas e ovos. Esse gosto por ovos muitas vezes coloca esse réptil em confronto com os donos das galinhas, já que ele pode invadir galinheiros para fazer um lanchinho.

Na época de acasalamento, os machos emitem sons para atrais as fêmeas. Elas, quando se mostram receptivas, tem seu pescoço agarrado pelo macho, que dobra seu corpo para baixo do dela. A fêmea põe de 12 a 35 ovos, que são colocados em tocas no chão ou em cupinzeiros. Eles eclodem depois de 3 meses, de onde saem lagartinhos de cor esverdeada.

Embora estejam classificada na IUCN como Pouco Preocupante, o teiú é caçado para a alimentação em muitos lugares Brasil afora. Além disso, sua pele é usada para a confecção de bolsas e em muitos lugares ele é vendido como animal de estimação.

Teiú
No interior, às vezes eles se aventuram na cidade. Foi o caso desse teiú, que encontrei por aqui e fotografei pelo celular.
Espécie do Mês - Teiú Espécie do Mês - Teiú Reviewed by Túlio Lima Botelho on 15:30 Rating: 5

Nenhum comentário: