Espécie do Mês - Colhereiro

Acho que já falei aqui o quanto as aves chamam a atenção das pessoas. Suas cores e tamanhos atraem a atenção e quando há alguma outra característica mais chamativa, a atenção é redobrada. Esse pode ser o caso do colhereiro (Platalea ajaja) e seu curioso fico em forma de colher.


Pode ser encontrado na América do Sul e na Flórida (nos EUA), sendo também conhecido como ajajá ou colhereiro-americano. É uma ave pernalta que vive em regiões pantanosas, de mangues ou lagos ricos em vegetação. São bastante sociáveis, relacionando-se com indivíduos de sua espécies e outras aves do mesmo habitat

Apresenta um comprimento médio de 80 cm e uma envergadura de aproximadamente 1 metro e meio. Seu bico possui a curiosa forma de colher, que lhe rendeu o nome. Quando adultos, possuem a plumagem cor-de-rosa (diferente do colhereiro europeu), devido a sua alimentação. Ela se baseia em moluscos, crustáceos, pequenos peixes e anfíbios, além de insetos. Nesses alimentos, pode ocorrer a presença de carotenoides, que dão a essa ave sua coloração, que se intensifica na época reprodutiva.

Seus rituais de acasalamento são bem complicados. O casal engancha seus bicos e o macho oferece gravetos à fêmea, que serão usados na construção do ninho. Eles são feitos em árvores, podendo ser próximos a ninhos de biguás e garças. Geralmente ela põe de 2 a 3 ovos, que após 22 dias eclodem. Com 6 semanas, os filhotes começam a voar e aos 3 anos atingem a maturidade sexual.


Mundialmente, o colhereiro não está ameaçado de extinção. No entanto, alguns estados brasileiros, como Minas Gerais,  e no bioma do Pantanal, essa ave encontra-se em perigo. Ela é muito sensível a alterações na qualidade da água, sofrendo com qualquer impacto que ocorre nos recursos hídricos. Por isso, é considerado um bom indicador da qualidade ambiental.

Então, se você observar que em algum lugar os colhereiros estão diminuindo, fique esperto! Algo de muito grave está acontecendo...
Espécie do Mês - Colhereiro Espécie do Mês - Colhereiro Reviewed by Túlio Lima Botelho on 14:00 Rating: 5

Nenhum comentário: