Rios Voadores, você conhece?

Em tempos de escassez de água, fala-se demais de chuvas, de onde ela vem e o que está acontecendo no mundo que alterou sua regularidade. Muitas são as causas apontadas e sempre o desmatamento é colocado entre elas. De fato, as plantas são responsáveis em grande parte pelas chuvas que caem e um fenômeno curioso e espetacular acontece nos céus da região Norte do Brasil e vem até o Centro-Oeste, Sul e Sudeste. Trata-se do fenômeno dos Rios Voadores.

Nuvens
photo credit: fotos 501 (Large) (Small) via photopin (license)

Termo popularizado pelo prof. José Marengo, do CPTEC (Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos), os rios voadores são grandes massas de ar carregadas de vapor de água, às vezes com nuvens, e que são propelidas pelos ventos. São verdadeiros cursos d'água atmosféricos, pois carregam uma quantidade enorme de água na forma de vapor acima de nossas cabeças.

Tudo começa na Amazônia, onde a floresta atua como uma "bomba d'água", puxando a umidade vinda da evaporação do oceano Atlântico para o continente. Essa umidade provoca chuva sobre a floresta, que, depois, devolve a água da chuva aos céus durante a evapotranspiração dos vegetais.

Levadas pelos ventos, essas grandes massas de ar cheias de umidade encontram a Cordilheira dos Andes, barreira natural que impede que elas sigam adiante, em direção ao oceano Pacífico. Ali, elas caem em forma de chuva, formando as cabeceiras dos rios amazônicos. No entanto, essa umidade não cai toda ali. Impelidas pelos ventos e barradas pelo paredão da cordilheira, as massas de ar fazem uma curva em direção ao sul, chegando nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do Brasil, além de países vizinhos. Veja na animação abaixo o trajeto dessas massas de ar, desde a evaporação no oceano Atlântico até as chuvas nas outras regiões brasileiras. Perceba o papel fundamental da floresta nesse processo:


Essa ação de transporte de água pelas massas de ar deu a esse fenômeno o nome de rios voadores, pois elas atuam como verdadeiros rios, carregando toda essa água por grandes distâncias. Estudos desse fenômeno só mostram que é imprescindível a conservação da Floresta Amazônica. Estima-se que apenas uma árvore com copa de 10 metros de diâmetro é capaz de lançar para a atmosfera 300 litros de água por dia! E na Amazônia existem árvores com copas bem maiores que 10 metros. Se pensarmos na quantidade de árvores que existem lá, são milhões e milhões de litros de vapor de água bombeado para o céu diariamente.

Diante de nossa necessidade por chuva aqui no Sudeste, por que não pensar em preservar essa riqueza, mesmo que esteja longe de nós? Qualquer coisa que aconteça lá afetará o Brasil como um todo. Já estamos sentindo esses efeitos, que tendem a ficar piores caso a situação não mude. Já fiz algumas postagens sobre preservação de florestas e solo, que você pode reler nesses links:




Ficou interessado nesse fenômeno e quer saber mais? Acesse o site da Expedição Rios Voadores, onde estão notícias e informações sobre as pesquisas sobre esse importante fenômeno.
Rios Voadores, você conhece? Rios Voadores, você conhece? Reviewed by Túlio Lima Botelho on 15:00 Rating: 5

Nenhum comentário: