A Lista Vermelha das Espécies Ameaçadas de Extinção

Com certeza você já leu sobre espécies espécies ameaçadas de extinção. E essas espécies, dependendo do grau de ameaça vão estar em estado vulnerável, criticamente ameaçadas ou até mesmo extintas. Existem várias denominações no que diz respeito ao estado de conservação das espécies e tais denominações foram propostas em 1964 pela União Internacional para a conservação da Natureza e dos Recursos Naturais (IUCN na sigla em inglês), na Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas (IUCN Red List ou Red Data List).

Essa lista constitui um inventário minucioso sobre o estado de conservação de várias espécies de plantas, animais, protozoários e fungos. E, a partir desse inventário, é possível traçar metas e projetos para a conservação dos seres vivos.

São 9 categorias: pouco preocupante, quase ameaçada, vulnerável, em perigo, criticamente em perigo, extinta na natureza, extinta, dados insuficientes e não avaliada. Essa classificação é definida através de critérios como a taxa de declínio da população, distribuição espacial, tamanho da população, área de distribuição e grau de fragmentação das populações. São elas:



POUCO PREOCUPANTE (Least Concern em inglês) - LC: essa categoria abriga as espécies com baixo risco de extinção. São caracterizadas por amplas áreas de ocorrência, grande capacidade reprodutiva e poucas ameaças que podem reduzir sua população.


QUASE AMEAÇADA (Near Threatened) - NT: são espécies que estão sofrendo algum tipo de perturbação e que possivelmente serão incluídas em algumas das categorias de ameaçado em um futuro próximo.

Essas categorias de Ameaçado englobam três denominações, que são:

VULNERÁVEL (Vulnerable) - VU: uma espécie está vulnerável quando existem evidências de extinção num futuro próximo. Espécies nessa categoria, mesmo ainda tendo populações consideráveis, sofrem com a destruição de habitat e outros impactos ambientais que colocam sua existência em risco. De acordo com a Lista Vermelha, atualmente há 4796 animais e 5099 plantas em estado vulnerável.

EM PERIGO (Endagered) - EN: segundo estado de conservação mais grave. Se a situação da espécie nessa categoria continuar como está, é certa sua extinção num futuro próximo. Atualmente há 3219 animais e 3009 plantas em perigo de extinção.


CRITICAMENTE EM PERIGO OU EM PERIGO CRÍTICO (Critically Endangered) - CR: é a categoria de maior risco. Enfrentam risco extremo de extinção caso nada seja feito para impedir. Hoje em dia são catalogados 2169 animais e 1957 plantas nessa categoria.

Categorias de Extinto:

EXTINTA NA NATUREZA (Extinct in the Wild) - EW: quando uma espécie, após exaustivas buscas, não é encontrada mais em seu habitat natural, diz-se que ela está extinta na natureza. Indivíduos dessas espécies somente serão encontrados em cativeiro ou introduzidos em locais diferentes de seu habitat natural.

EXTINTA (Extinct) - EX: quando percebe-se que o último indivíduo da espécie morreu (na natureza e/ou em cativeiro), ela é considerada extinta. No entanto, com o declínio populacional devido aos impactos ambientais, a manutenção da espécie já era inviável há muito tempo, esperando apenas a "oficialização" da extinção.

DADOS INSUFICIENTES (Data Deficient) - DD: espécies enquadradas aqui não possuem dados suficientes de população e área de abrangência que possibilitem a avaliação de seu estado de conservação. Não é uma categoria de risco e sim um reconhecimento de que são necessárias pesquisas para detectar seu estado.

NÃO AVALIADA (Not Evaluated) - NE: espécies não avaliadas ainda não foram submetidas aos critérios de classificação quanto a seu estado de ameaça e conservação.



Segundo a IUCN, a finalidade da Lista Vermelha é fornecer informações com base científica sobre o estado das espécies e subespécies em um nível global; chamar a atenção do público para a magnitude e a importância da biodiversidade ameaçada; influenciar legislações e políticas nacionais e internacionais; e fornecer informações para orientar as ações para conservar a diversidade biológica.

A Red List é atualizada em média a cada 5 anos. A última versão foi lançada em 2012, durante a Cúpula da Terra na Rio+20. Para fazer essa atualização, a organização conta com a colaboração de diversos especialistas e organizações, aliados ao Comitê de Sobrevivência das Espécies da IUCN (SSC), cada um responsável por um grupo de organismos ou área de distribuição. Entre eles estão a BirdLife International e a World Conservation Monitoring Center.

Para conhecer a Lista Vermelha, clique aqui.
A Lista Vermelha das Espécies Ameaçadas de Extinção A Lista Vermelha das Espécies Ameaçadas de Extinção Reviewed by Túlio Lima Botelho on 17:00 Rating: 5

Nenhum comentário: