Proteger sempre - UCs de Proteção Integral

Como vimos mês passado, Unidades de Conservação são áreas públicas ou privadas, instituídas por lei, com a finalidade de proteger locais de grande beleza cênica, importância ecológica, social e arqueológica, dentre outros. Toda a vida contida nessas áreas estão protegidas e o acesso a elas irá variar de acordo com o tipo de UC.

Unidades de Conservação no Brasil
Unidades de Conservação no Brasil.
Fonte: Serviço Florestal Brasileiro

A Lei 9985/2000, conhecida como lei do SNUC, prevê dois tipos de Unidades de Conservação: proteção integral e uso sustentável. As de proteção integração são áreas cuja finalidade é, exclusivamente, proteger o meio físico e a biodiversidade ali presente. Nelas somente é permitido o uso indireto dos recursos naturais, não envolvendo coleta, consumo ou dano ao patrimônio natural. As regras nesse tipo de UC são bastante restritas, e algumas das atividades permitidas são a pesquisa científica, o turismo ecológico e educação ambiental.

Existem cinco categorias de Unidades de Conservação de Proteção Integral. Cada uma varia de acordo com seu conteúdo e atividades desenvolvidas. São elas:

Estação Ecológica: área destinada à preservação da natureza e pesquisas científicas, sendo a visitação permitida apenas com propósito educacional. A pesquisa precisa ser aprovada pelo ICMBio antes de seu início e a área só poderá ser alterada em casos de necessidade de conservação de espécies e a coleta de material nativo apenas com finalidade científica.

Estação Ecológica Serra Geral do Tocantins
Estação Ecológica Serra Geral do Tocantins

Reserva Biológica: com finalidade de proteger os recursos naturais, nessa UC podem ser realizados atividades de recuperação ambiental para restaurar o equilíbrio natural. A visitação só é permitida com caráter educacional e a pesquisa científica nessas áreas depende de autorização prévia.

Reserva Biológica Marinha do Arvoredo
Reserva Biológica Marinha do Arvoredo

Parque Nacional: mais famosa e antiga categoria de Unidade de Conservação. Os parques nacionais são áreas que visam proteger locais de grande beleza cênica e a biodiversidade que vive ali, sendo permitida a visitação, turismo ecológico e pesquisas científicas. É a categoria que permite maior interação com o visitante.

Parque Nacional do Iguaçu
Parque Nacional do Iguaçu

Monumento Natural: tem como objetivo básico preservar sítios naturais raros, singulares e/ou de grande beleza cênica. Pode ser composto de áreas públicas ou privadas, sendo que, no caso de área particular, os usos devem ser compatíveis com os objetivos da UC (caso contrário, a área é desapropriada). É permitida a visitação e a pesquisa depende de autorização.

Monumento Natural dos Pontões Capixabas
Monumento Natural dos Pontões Capixabas

Refúgio da Vida Silvestre: são áreas destinadas à proteção e manutenção da vida natural. Ali serão assegurados a existência e reprodução de espécies ou comunidades da flora e fauna local e migratória. Podem ser constituídos de áreas particulares, seguindo as mesmas exigências legais dos Monumentos Naturais.

Refúgio da Vida Silvestre Veredas do Oeste Baiano
Refúgio da Vida Silvestre Veredas do Oeste Baiano

Visitar esses locais é uma ótima forma de entrar em contato com a natureza, conhecê-la e criar a consciência ambiental de que precisamos. Saiba quais são as unidades abertas à visitação nesse link.

Proteger sempre - UCs de Proteção Integral Proteger sempre - UCs de Proteção Integral Reviewed by Túlio Lima Botelho on 14:30 Rating: 5

Nenhum comentário: