Espécie do Mês - Garoupa-verdadeira

Nos oceanos Atlântico e Índico vive um grande peixe. Mesmo se você nunca tenha nadado com um deles, já deve tê-lo visto observando uma nota de R$100. Sim, hoje falaremos da garoupa (Mycteroperca marginata).

Epinephelus marginatus.jpg
"Epinephelus marginatus" por Albert Kok em Wikipédia em holandês
(Texto original: “Albert Kok”) - Transferido de nl.wikipedia para o Commons.. Licenciado sob Domínio público via Wikimedia Commons.

Anteriormente conhecidas como Epinephelus marginatus, as garoupas são peixes oceânicos considerados necto-bênticos, ou seja, um ser que nada mas está associado a substratos rochosos. Esse peixe tem preferência por locais onde existem tocas nas rochas, permitindo que se esconda e faça emboscadas para presas.

Elas vivem no Mar Mediterrâneo, no Oceano Atlântico e no Oceano Índico, sempre próximo da costa. A profundidade que ela habita depende da idade: larvas de 0 a 1 m, juvenis de 15 a 20 metros e os adultos podem habitar áreas de até 200 m de profundidade. No Brasil, ocorre entre os estados do Espírito Santo e Rio Grande do Sul. São territoriais, podendo atacar intrusos.

A cor de seus corpos varia do verde ao marrom dependendo da idade e estação do ano. Durante a fase reprodutiva, podem haver mudanças na coloração desses animais. Medem aproximadamente 1,5 m e podem alcançar 60 kg. Sua expectativa de vida é de 50 anos. Apresenta boca com lábios proeminentes e uma barbatana convexa, permitindo movimentos rápidos em distâncias curtas.

As garoupas são predadores de topo de cadeia, possuindo uma variada dieta de seres aquáticos. Indivíduos mais jovens tendem a alimentar-se de invertebrados, como crustáceos e poliquetos. Quando possuem de 2 a 3 anos, as garoupas preferem caranguejos e siris, secundariamente peixes. Acima dos 3 anos, as garoupas preferem moluscos e, secundariamente, peixes. O canibalismo já foi observado nessa espécie.

Essa espécie de peixe é hermafrodita e pode mudar de sexo conforme a disponibilidade de parceiros. Aos 5 anos será uma fêmea, transformado-se em macho aos 12. No entanto, na falta de machos para a reprodução, as fêmeas podem sofrer essa transformação ainda aos 7 anos. A cópula ocorre no verão.
Espécie do Mês - Garoupa-verdadeira Espécie do Mês - Garoupa-verdadeira Reviewed by Túlio Lima Botelho on 18:09 Rating: 5

Nenhum comentário: