Aterros Sanitários, o melhor destino para nosso lixo

Que o lixo é um problema global, todos estão cansados de saber. Diversas formas de destinação correta foram propostas para solucionar esse problema e uma das melhores é, sem dúvida, o Aterro sanitário.


O aterro sanitário é a disposição final de resíduos mais conhecida mundialmente. Por apresentar vários sistemas de proteção ao solo, é um dos mais eficientes e requer rígido planejamento e execução. Tudo começa com a escolha da área, que deve ser longe de concentrações humanas para manter a segurança. A área escolhida começa a ser escavada e uma manta plástica, ou argila, é colocada sobre o solo, para evitar que o chorume do lixo que será depositado não se infiltre. Também é feito um sistema de canaletas, conhecido por "espinha de peixe", que capta esse chorume e leva para tanques de tratamento (as "piscinas" que podem ser observadas na imagem acima).

A medida que o lixo vai sendo depositado, ele deve ser coberto por terra, evitando a exposição ao céu, atraindo animais. Dutos são colocados por toda a extensão do aterro, para captar os gases da decomposição e levá-los a uma destinação. Eles podem ser encanados e utilizados para geração de energia. No entanto, muitos aterros fazem a queima desse gás, que converte o metano em gás carbônico, um gás "menos pior" para o efeito estufa do que o metano.

Todas essas medidas garantem menores impactos ambientais, pois o solo está protegido e os gases não poluem tanto a atmosfera.


A vida útil média de um aterro sanitário é de 20 a 30 anos e dependerá do volume de lixo depositado nele. Por isso, é essencial a presença de um sistema de coleta seletiva e reciclagem eficiente nas cidades, para evitar que materiais recicláveis vão para o aterro sanitário, ocupando espaço que poderia ser para o lixo que não tem tratamento. 

O aterro pode ser dividido em setores com base no tipo de resíduo que receberá, podendo possuir um área destinada ao lixo comum, ao lixo hospitalar, aos restos de construção civil, entre outros.

Além da área onde o lixo será depositado, um aterro deve possuir também prédios de administração, setor de triagem do lixo, balança rodoviária e um sistema de isolamento da região, de preferência cercado por vegetação nativa.

Após o encerramento das atividades do aterro, a área deve ser reflorestada e transformada em parques ou praças. Como os resíduos ali depositados ainda estão se decompondo, a área não deve servir para a construção civil devido a instabilidades no terreno. Estima-se que após 15 anos a área possa ser usada para esse fim.

A construção de um aterro requer conformidade com a Política Nacional de Resíduos Sólidos e necessita de licenciamento ambiental. É um empreendimento caro, burocrático para a instalação, mas que garante proteção contra os malefícios que o lixo pode trazer ao solo, água e ar.
Aterros Sanitários, o melhor destino para nosso lixo Aterros Sanitários, o melhor destino para nosso lixo Reviewed by Túlio Lima Botelho on 12:53 Rating: 5

Nenhum comentário: